Ataque cibernético a impressora?

Ataque cibernético a impressora?

Ataques em impressoras não são novidades e é surpreendente que a ideia tenha se propagado recentemente.
Na época dos aparelhos de fax, por exemplo, havia muito spam, já que espertinhos de todos os tipos estavam loucos para distribuir anúncios e outros materiais via fax. Em 1991, uma lei norte-americana passou a proibir a prática, que também coincidiu com um declínio dos aparelhos de fax por todo o mundo.

Também há exemplos de ataques massivos como o do hacker que, em 2016, controlou impressoras de rede em mais de uma dúzia de universidades dos Estados Unidos para produzir folhetos racistas.

Grande parte dos usuários provavelmente não precisa da impressora para se manterem conectados à Internet. E apenas impressoras de rede podem ser hackeadas com o método descrito acima, então é melhor simplesmente desconectá-la da Internet – neste caso, o aparelho continuará acessível por meio da rede local.

1-Desabilite qualquer configuração da impressora que envolva imprimir pela Internet.
2-Altere seu nome de usuário e senha (caso sua impressora utilize credenciais de acesso); nunca mantenha os dados-padrão.
3-Feche as portas 9100, 515 e 721–731 do roteador. Confira o manual do seu aparelho para descobrir como fazer isso.
4-Desligue sua impressora quando não estiver em uso.

Disponível em : https://www.kaspersky.com.br/blog/hacked-printer-pewdiepie/11165/

Acessado em 17/11/2020

Sobre o Autor

admin administrator

Atendimento Alldoc
Enviar via WhatsApp